A importância do PLM na gestão de componentes da Liebherr

Sem um sistema eficiente para a gestão de dados, a Liebherr-Components encontrava várias dificuldades ao gerir o ciclo de vida dos produtos. A colaboração entre departamentos era ineficaz e os custos com peças obsoletas elevado.

A divisão de componentes centra-se no desenvolvimento, produção e recondicionamento de componentes mecânicos, hidráulicos e elétricos para máquinas pesadas, que vão de retroescavadoras a gruas de carga.

Desafio

A Liebherr utilizava um sistema PDM e uma solução própria, desenvolvida para gerir alterações e listas de materiais (BOM) dos artigos. Com a expansão do negócio e uma adoção mais rigorosa das especificações OEM (Fabricante Original do Equipamento) a necessidade de adotar uma nova forma de gerir todos os dados, tornou-se óbvia. Era preciso garantir que todas as partes envolvidas acediam e utilizavam as mesmas informações. Sem uma solução PLM (Product Lifecycle Management) para a gestão do ciclo de vida dos produtos, estavam a formar-se silos na comunicação, que resultaram num aumento custos, devido aos erros de produção.

Solução

A Liebherr-Components percebeu que precisava de alterar a sua abordagem de desenvolvimento, e substituir os desenhos dos artigos completos por uma abordagem centrada nas peças que permitisse encontrar rapidamente a informação necessária. Para tal, escolheram o Windchill, uma única plataforma que permite integrar todos os sistemas. O Windchill permitiu concentrar a gestão dos produtos, das listas de materiais e de alterações, num único sistema.

Com o Windchill foi possível substituir as ferramentas PDM desarticuladas para melhorar a eficiência e a fiabilidade do processo de desenvolvimento e fabrico. Gerir e aceder a todos os dados de produto numa única plataforma e ainda melhorar a colaboração entre todos os departamentos, incluindo fabricação, compras, I&D, marketing e vendas.  “Ficámos surpreendidos com a suavidade da migração.” – Stefan Türck, IT Lead, Liebherr-Components Biberach

Resultados

Hoje, as equipa trabalharam mais rapidamente, tanto na criação de novos produtos, como na execução de alterações nos produtos existentes. “A colaboração com os nossos locais de produção melhorou, dado que os pedidos de alterações são agora executados de forma rastreável e limpa.” – Matthias Gindele, gestor de projetos, Liebherr-Components Biberach

Este processo formal de gestão de alterações garante que todas as partes envolvidas têm acesso à informação do produto sempre atualizada.

Com o Windchill, a Liebherr consegue definir estados de produto, conforme o seu nível de maturidade:  “engenharia/protótipo”, “série/produção” ou “serviço”. Com estes dados foi possível sinalizar, por exemplo, que 20% das peças geridas pelo Windchill são de serviço e que 5% das peças se encontravam obsoletas.

“Um ano após a implementação, vemos o valor do Windchill e do PLM e o retorno que traz para o nosso negócio.” – Matthias Gindele, gestor de projetos

Conheça o Windchill

A importância do PLM na gestão de componentes da Liebherr

Sem um sistema eficiente para a gestão de dados, a Liebherr-Components encontrava várias dificuldades ao gerir o ciclo de vida dos produtos. A colaboração entre departamentos era ineficaz e os custos com peças obsoletas elevado.

A divisão de componentes centra-se no desenvolvimento, produção e recondicionamento de componentes mecânicos, hidráulicos e elétricos para máquinas pesadas, que vão de retroescavadoras a gruas de carga.

Desafio

A Liebherr utilizava um sistema PDM e uma solução própria, desenvolvida para gerir alterações e listas de materiais (BOM) dos artigos. Com a expansão do negócio e uma adoção mais rigorosa das especificações OEM (Fabricante Original do Equipamento) a necessidade de adotar uma nova forma de gerir todos os dados, tornou-se óbvia. Era preciso garantir que todas as partes envolvidas acediam e utilizavam as mesmas informações. Sem uma solução PLM (Product Lifecycle Management) para a gestão do ciclo de vida dos produtos, estavam a formar-se silos na comunicação, que resultaram num aumento custos, devido aos erros de produção.

Solução

A Liebherr-Components percebeu que precisava de alterar a sua abordagem de desenvolvimento, e substituir os desenhos dos artigos completos por uma abordagem centrada nas peças que permitisse encontrar rapidamente a informação necessária. Para tal, escolheram o Windchill, uma única plataforma que permite integrar todos os sistemas. O Windchill permitiu concentrar a gestão dos produtos, das listas de materiais e de alterações, num único sistema.

Com o Windchill foi possível substituir as ferramentas PDM desarticuladas para melhorar a eficiência e a fiabilidade do processo de desenvolvimento e fabrico. Gerir e aceder a todos os dados de produto numa única plataforma e ainda melhorar a colaboração entre todos os departamentos, incluindo fabricação, compras, I&D, marketing e vendas.  “Ficámos surpreendidos com a suavidade da migração.” – Stefan Türck, IT Lead, Liebherr-Components Biberach

Resultados

Hoje, as equipa trabalharam mais rapidamente, tanto na criação de novos produtos, como na execução de alterações nos produtos existentes. “A colaboração com os nossos locais de produção melhorou, dado que os pedidos de alterações são agora executados de forma rastreável e limpa.” – Matthias Gindele, gestor de projetos, Liebherr-Components Biberach

Este processo formal de gestão de alterações garante que todas as partes envolvidas têm acesso à informação do produto sempre atualizada.

Com o Windchill, a Liebherr consegue definir estados de produto, conforme o seu nível de maturidade:  “engenharia/protótipo”, “série/produção” ou “serviço”. Com estes dados foi possível sinalizar, por exemplo, que 20% das peças geridas pelo Windchill são de serviço e que 5% das peças se encontravam obsoletas.

“Um ano após a implementação, vemos o valor do Windchill e do PLM e o retorno que traz para o nosso negócio.” – Matthias Gindele, gestor de projetos

Conheça o Windchill